domingo, 13 de maio de 2012

Aluguel ou aluguer?

Há um ditado que diz: "Sentenciar num momento só traz arrependimento"; ou seja, quando nos apressamos em dizer que alguma coisa é certa ou errada, podemos errar em nosso julgamento e nos arrepender depois.


É o caso de algumas palavras da língua portuguesa. Quem acha que aluguer é coisa de caipira errou redondamente. A grafia está corretíssima. Aliás, as duas estão. Ambas são aceitas como corretas. A forma "aluguel" é de uso mais comum no Brasil. "Aluguer" é muito empregada em Portugal e na linguagem jurídica.


Observe que o plural de "aluguel" é "aluguéis"; e "aluguer" faz o plural "alugueres".


Exemplo: O inquilino está devendo três alugueres (aluguéis) atrasados.


Existem, em português, inúmeras palavras que possuem dupla grafia, sendo ambas consideradas gramaticalmente corretas.


Veja algumas:


assobiar - assoviar
bêbado - bêbedo
berruga - verruga
bílis - bile
cãibra - câimbra (observe que na segunda grafia o acento é circunflexo)
camionete - caminhonete
catorze - quatorze
cociente - quociente
cota - quota
espuma - escuma
flecha - frecha
infarto - enfarto
louro - loiro
piaçava - piaçaba
porcentagem - percentagem
toucinho - toicinho

Ita est!
Prof. Zanon



Alugam-se casas

Trata-se de uma construção correta, já que o verbo (alugam) está concordando com o sujeito (casas).


Nessa construção a palavra "se" é classificada como pronome apassivador. Quando ocorre pronome apassivador, temos sujeito expresso na oração e o verbo deverá concordar com ele. 


Para reconhecer quando o "se" é pronome apassivador, basta verificar se ocorrem estas duas condições:


- Verbo transitivo direto;
- Possibilidade de transformação da oração para a voz passiva analítica.


Exemplos:


Quebrou-se o prato. 


Quem quebra, quebra alguma coisa. (Verbo transitivo direto)


Quebrou-se o prato. O prato foi quebrado. (Foi possível passar a oração para a voz passiva analítica).




Venderam-se os apartamentos.


Quem vende, vende alguma coisa. (Verbo transitivo direto)


Venderam-se os apartamentos. Os apartamentos foram vendidos. (Foi possível parar a oração para a voz passiva analítica.)



Ita est!
Prof. Zanon

segunda-feira, 7 de maio de 2012

"a alface" ou "o alface"?



"Alface" é substantivo feminino. Portanto, dizemos "a alface".


Assim como alface são também femininos os seguintes substantivos que nós falantes tendemos a pronunciá-los como masculinos:


a aguardente;
a aluvião;
a apendicite;
a cal;
a cataplasma;
a comichão;
a couve;
a dinamite;
a libido;
a omelete.


Ita est!
Prof. Zanon

quarta-feira, 2 de maio de 2012

Nunca desista!





"O covarde nunca começa, o fracassado nunca termina, o vencedor nunca desiste."

Normam Vicente Peale

Matérias mais antigas:

Minha foto
Sou um professor apaixonado pela educação, pela literatura, pela língua portuguesa e pela arte de escrever. Como tantos educadores, um idealista. Fascina-me a incomensurável capacidade de transformação do ser humano. Por que me ufano da minha profissão? Porque sei que quando leciono, não estou apenas passando conteúdos, mas também destruindo mitos, dogmas e raciocínios falaciosos que cerceiam a liberdade humana.